A busca por profissionais especializados é uma tendência que veio para ficar na medicina veterinária. Seja por meio da residência, especialização ou mestrado, as pós graduações estão se tornando algo comum em nossa profissão e, para que o profissional se destaque, estes cursos já estão praticamente se tornando obrigatórios por exigência do mercado.

Embora a resposta seja muito simples, muitas pessoas ficam em dúvida quanto a diferença entre residência, especialização, mestrado e doutorado. Vamos falar melhor sobre cada uma destas especializações a seguir!

Antes de mais nada, vamos entender a diferença entre pós-graduação lato sensu e strictu sensu. Strictu sensu são aquelas consideradas “estritas” e que valem como título, como o mestrado e doutorado e ao final do curso o aluno receberá um diploma. Já as lato sensu são especializações (incluindo MBA, com carga horária mínima de 360 horas) e, ao final do curso, o aluno recebe um certificado.

Conheça cada um deles

A residência é uma pós-graduação que possui um tipo de modalidade específica. Na medicina veterinária quem fiscaliza e controla esta formação é o MEC, por meio da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde, nós acabamos entrando na mesma regulamentação de cursos como odontologia, farmácia e enfermagem.

Semelhante a residência, há os programas de aprimoramento profissional. A principal diferença entre estas duas pós-graduações se dá principalmente pelo reconhecimento que as residências multiprofissionais e em área profissional da saúde são orientadas pelos princípios e diretrizes do sistema único de saúde (SUS). Além disso, os valores de bolsas para os programas de residência em medicina veterinária são determinados pela Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde – CNRMS/MEC, enquanto a bolsa de estudos mensal para os programas de aprimoramento profissional deve ter como referência um valor correspondente a, no mínimo, 70% (setenta por cento) da bolsa de mestrado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC).

As especializações consistem em cursos lato sensu que informam, atualizam e capacitam o profissional que está no mercado de trabalho. Diferentemente da graduação, generalista por excelência, a especialização confere habilidades técnicas específicas a determinado tema, com programas nas mais diversas áreas de conhecimento.

O mestrado e doutorado são pós-graduações strictu sensu mais específicas para pessoas que desejam seguir a carreira acadêmica. Ao contrário dos demais programas de pós-graduação, que possuem uma carga considerável de horas/prática, o mestrado e doutorado são essencialmente teóricos, visto que você terá que desenvolver um experimento e escrever uma dissertação defendendo sua hipótese perante uma banca de pesquisadores.

O que recomendaríamos para um recém-formado

Sem sombra de dúvidas iniciar pela residência ou por uma especialização lato sensu. Mesmo que você queira a área acadêmica, entrar direto no mestrado pode não ser tão interessante, visto que a experiência que você adquire na residência é enorme, principalmente para quem seguir a área clínica. O mestrado exige uma certa maturidade e bagagem a mais para você realizar o seu experimento e a sua dissertação, que um recém formado nem sempre possui.

Conheça o a pós-graduação em clínica médica de animais de companhia da VeteduKa!

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *