O câncer de mama é uma das doenças mais comuns em animais. É ainda mais frequente em cães e gatos, sendo o segundo mais comum diagnosticado em cães e majoritariamente em cadelas.  Cerca de 50% dos tumores mamários identificados nesses animais são malignos. Por essa maior incidência de diagnósticos, a Oncologia Veterinária – especialidade que realiza o tratamento da doença ou neoplasia nos animais – está em constante evolução, para garantir maior probabilidade de diagnóstico para que haja um resultado mais eficaz no tratamento. “Houve uma melhora muito significativa nos exames de imagens e laboratoriais, além do aperfeiçoamento dos médicos veterinários que conseguem diagnosticar a doença precocemente’’, disse a professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Positivo e professora de cursos de pós-graduação em Oncologia Veterinária, Sabrina Marin Rodgheri. ‘‘Com a realização desse diagnóstico mais cedo a probabilidade de recuperação é ainda maior”, explica.

O câncer de mama acomete, no geral, animais mais velhos (com cerca de 10 anos de idade), sendo mais propenso em animais que possuem todo o aparelho reprodutivo – as fêmeas – e que foram castrados após numerosos cios. Para a médica veterinária Sabrina Marin, é de extrema importância a castração precoce como método de evitar o câncer de mama nos cachorros. “O procedimento realizado durante o primeiro e segundo cio é indicado para todas as fêmeas, pois garante a segurança e diminui as chances de ter um câncer no futuro’’, afirmou a especialista. ‘‘Além disso, vale ressaltar que a vacina, uma boa ração e visitas constantes no veterinário, também são importantes para a qualidade de vida de um animal”, concluiu.

Especialização em Oncologia Veterinária

Para seguir carreira na área de Oncologia Veterinária é preciso mais do que a graduação. Em constante crescimento, a Oncologia Veterinária é indicada para alunos que se interessam pela especialidade. Para a professora Sabrina Marin Rodgheri, é importante que cursos de especialização e residência sejam feitos para aperfeiçoar ainda mais o conhecimento do estudante que deseja ingressar no mercado de trabalho. “A residência veterinária é uma especialização no período de dois anos de formação, onde o estudante vai ficar totalmente inserido na área’’, destacou. ‘‘Durante esses dois anos, os alunos acompanham toda a parte direcionada para o diagnóstico e o tratamento dos pacientes com câncer”, finalizou a professora.

Para mais informações sobre Oncologia Veterinária e para saber sobre cuidados necessários com os animais para prevenir doenças como câncer de mama, ouça o podcast da VeteduKa. Nele, você escuta na íntegra a entrevista sobre o tema, feita com a professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Positivo e professora de cursos de pós-graduação em Oncologia Veterinária, Sabrina Marin Rodgheri.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *